Tags

, , ,

Convergência. Eita palavrinha da moda no jornalismo! Mas o que será que é mesmo convergência?

Convergência

Convergência

Para responder, é preciso fazer como Jack Estripador: vamos por partes. Se pensarmos em convergência tecnológica, podemos dizer que “é um termo que, de uma maneira geral, é utilizado para designar a tendência de utilização de uma única infra-estrutura de tecnologia para prover serviços que, anteriormente, requeriam equipamentos, canais de comunicação, protocolos e padrões independentes”. Simples assim, porque está na Wikipedia.

Por esta ótica, tem gente achando que o jornalismo vai acabar inteiro nos portais de internet. Texto, foto, vídeo, infografia e o escambau. Será? Ninguém sabe a resposta. O gráfico mostra que uma nova mídia aparece sempre com uma curva apontando pro céu, mas com o correr do tempo as linhas vão de alguma maneira convergindo (olha aí de novo a tal da convergência). A informação original está em Horizontalidade, novas mídias, informação e comunicação, de Marcos Luiz Mucheroni.

Mais o que é que esse gráfico tem a ver com jornalismo? A resposta é curta: Nada. Essa é uma confusão de convergência de mídias. Sobre isso o ex-Globo José Bonifácio de Oliveira, o Boni, deu uma entrevista pra Folha desbancando o termo convergência e levando a conversa pro lado da abragência. Veja aqui a entrevista.

Pro jornalismo, o que valem são as linguagens. E aí, malandro, texto é texto, TV é TV e fotografia é fotografia. Alguém me explica aí como elas vão convergir? Não vão, mano. O que o sujeito que escreve pra jornal vai poder fazer é dar um plus pra quem está lendo e acrescentar em algum lugar a informação: “Quer ver um vídeo sobre esse assunto? Clique aqui”.

Já o cara do vídeo pode acrescentar um layer  que indique: “Leia mais sobre esse assunto aqui”. Simples assim.

Convergência e abrangência são assuntos pros gerentes, não pros jornalistas. Para os editores, o que interessa é aumentar o nível de informação de seu público e oferecer outras linguagens. O portal não precisa de chamada no jornal e o jornal não precisa de um leia mais na internet. Quem precisa disso é o usuário dessas mídias, para enriquecer sua experiência informativa.

Anúncios