Tags

, , ,

“Eu já fui operada várias vezes
Fiz várias operações
Sou toda operada
Operei o cérebro, principalmente”

Stela do Patrocínio


Stela do Patrocínio

Pouco mais de 50 anos, 30 deles internada em hospícios, e mesmo assim Stela do Patrocínio falava poesias. Nasceu em 1941, morreu em 1992, mas o registro de seu texto sobreviveu à boçalidade dos literatos, à incompetência da saúde pública mental brasileira e aos que imaginam a legitimidade da exclusão de pessoas.

Stela do Patrocínio mereceria placa e assento nas academias de letras, mas quem disse que estas lhe estariam à altura? Seu texto vai além do lugar comum das vidinhas arrumadas nas gavetas cheias de vuittons e cardins. Passa pelos desvãos da mente e grita pelos alto-falantes de uma praça de neurônios.

√ Nos desvãos do cérebro
o excluído busca o alimento
para açucarar o sangue √

Anúncios