Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito

Tem figurinha mais carimbada que frase de Clarice Lispector nas redes sociais?

Clarice

Clarice

A “russa” foi redescoberta pela galera que gosta de reproduzir pequenos trechos de pensamento em 140 toques. Palavras soltas do poema inteiro, do texto completo que Clarice sabia incendiar.

O detalhe desobriga da ação que o todo encerra. Clarice Lispector é muito maior que o resumo, porque no todo viveu exatamente como escrevia. Seu texto é verdadeiro como diamante tirado bruto da pedra e lapidado.

Sabe qual é a diferença entre a poesia verdadeira e aqueles versos bonitinhos, arrumadinhos, mas ordinários, que a publicidade produz?

O poema é uma entidade e foi vivido intensamente pelo poeta, como em “Perto do Coração Selvagem” e “A Hora da Estrela”.

Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome

De que adianta repetir, como papagaio, os detalhes de Clarice sem vivê-los?

De nada.

Anúncios