Corpos no espaço

Corpos no espaço

Existem sóis e planetas
Luas e satélites em órbita
Há os que brilham e atraem
Forças de atração e paixão

Há os que emprestam claridade
Astros que clareiam tudo à volta
Que multiplicam a claridade
Incendeiam a noite como faróis

Conheci poucas estrelas na vida
Cruzei com poucas nesta órbita
Milhões de anos-luz de distância
A separar nosso corpos no vácuo

Gravidade não é uma força ao acaso
Nem muito menos um mundo perfeito
Há alguma ordem neste caos cósmico
Como na vida dos entes biológicos

Porque quando cruzamos no espaço
Nasceu um novo sistema completo
Dois corpos em translação sideral
Espécie de sexo nos confins do universo

Anúncios